Welcome Telerama

“Não há lugar como o nosso lar”, disse a pequena Dorothy ao retornar do inacreditável mundo de Oz. Talvez o que a garota queria dizer é que não há nada melhor do que voltar pra casa depois de ter contato com coisas extravagantes do mundo exterior. Assim como não há como fugir da maturidade acumulada pelo contato com um mundo novo.

Quando os calcanhares da vocalista Alinne se tocaram na noite do último sábado (16/08), nao foi magica, mas muita poeira e suor que tomaram conta do palco da casa de show Hey Ho, na Praia de Iracema. Além do pó da estrada, a moça acompanhada dos outros outros três marmanjos, trazia uma nova sonoridade em suas canções. Sonoridade influenciada pelas apresentações que fizeram no Festival SXSW – South by Southwest, na cidade de Austin, Texas em março deste ano. “Os EUA ajudaram muito a nossa musica” comentou Alinne ao fim do show.

Sem perder a força da guitarra e as letras com temas juvenis que ajudaram o quarteto a conquistar um público cativo em casa, o grupo trouxe composições inéditas e uma nova roupagem para as músicas antigas.

Eles tiveram que criar novos arranjos para adaptar o som à formação de quarteto, pois até pouco tempo, eles contavam com duas guitarras fixas no palco. Agora, apenas o guitarrista Igor Miná empunha o instrumento, seguido timidamente por Alinne Rodrigues que arrisca algumas palhetadas em “Arsenal”. A pegada forte na bateria de Nyelsen e a visível boa técnica do baixista Wesdley também são características marcantes do novo som da Telerama.

A última apresentação do grupo aconteceu no ultimo 7 de março. Foi tempo suficiente para o publico e a banda sentirem saudade dos palcos cearenses. O show de ontem aconteceu como parte do projeto O Ceará Exportando Talentos (iniciativa do governo do estado do Ceara que ajudou a financiar a passagem dos garotos para o SXSW) e terá nova edição, também gratuita, dia 28 deste mês.

Ainda se apresentaram na mesma noite, os góticos do Plastique Noir e os, ainda estreantes, The Waits. Telerama já esta ha quatro anos mostrando seu trabalho. Pouco tempo para uma banda independente, mas tempo suficiente para impor um amadurecimento aos componentes que ainda mantem uma notável timidez em suas apresentações.

As boas-vindas ficaram por conta do publico que acompanhou de cor algumas das 11 musicas do show com direito a bis.

‘Arsenal’ – Telerama com imagens do TEXAS:

Paulo Alencar
produção VIVA fortaleza

2 Respostas to “Welcome Telerama”

  1. Pedro Saboia Says:

    Meudeus, a babação por conta do bairrismo, ou algo que o valha, torna as pessoas cegas. As coisas são fáceis de serem entendidas: bem feitas, ou não. Mais do mesmo, e muito mal feito por sinal. E nem falo em ser original, porque esse negôcio de avant-la-garde de pra mim é besteira. Mas as coisas não funcionam bem quando não se é bom. Apenas isso. E o Telerama é um bom exemplo do que falo. Ou seja, ruim.

    Abraços;

  2. Diego Braga Says:

    Pois eu gosto muito. Inveja mata.
    Vai pros States tb que depois a gente conversa.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: